Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Saber Viver Nutrição

Saber Viver Nutrição

04
Jul07

Perigo hidrogenado

Drª Alva Seixas Martins
 

Poderia dizer-me o que são as gorduras hidrogenadas, em que produtos as podemos encontrar e que perigos envolvem?


 

As gorduras podem ser insaturadas (líquidas e de origem vegetal, à excepção do óleo de coco e palma) e saturadas, sólidas à temperatura ambiente e sobretudo de origem animal (manteiga, banha ou margarinas).

 

A palavra saturada significa que a gordura (os ácidos gordos que a compõem) está saturada de hidrogénio. A palavra insaturada indica que lhe faltam átomos de hidrogénio.

 

O processo de hidrogenação industrial consiste na adição de hidrogénio aos óleos vegetais polinsaturados para que passem de líquidos a pastosos ou sólidos.

 

Este processo começou a ser usado devido ao baixo custo, como substituto da manteiga e outras gorduras animais, mas também porque permite maior conservação, estabilidade ao aquecimento e deixa os alimentos crocantes e secos.

 

Na década de 90, começaram a surgir evidências que os compostos trans, formados durante a hidrogenação, poderiam ter um efeito perverso na saúde.

 

A hidrogenação parcial dos óleos polinsaturados dá origem a gorduras insaturadas com uma alteração na configuração química: os ácidos gordos trans.

 

Estes além de aumentarem o mau colesterol, como as gorduras saturadas, ao contrário destas, baixam o bom colesterol, sendo duplamente nefastos para a saúde cardiovascular.

 

Quando um alimento contém óleos ou gorduras hidrogenadas significa que o deve encarar como gorduras pouco saudáveis se consumidas em excesso.

 

Uma pequena quantidade de ácidos gordos trans é encontrada naturalmente em alimentos de origem animal (lacticínios, carne de vaca e de borrego).

 

Alguns óleos refinados também podem conter trans em pouca quantidade.

 

Mas são os alimentos processados e o fast food que contêm mais ácidos gordos trans e cujo consumo deve ser moderado.

 

Os fabricantes europeus reagiram prontamente (ao contrário dos americanos), alterando as fórmulas para eliminar estas gorduras dos produtos.

 

A preocupação é visível nos rótulos com a menção "sem ácidos gordos trans".

 

Infelizmente, a restauração continua a usar gorduras ricas em trans na preparação dos alimentos fritos.

 

Resista aos fritos fora de casa (e em casa se tiver excesso de peso) e leia os rótulos dos produtos alimentares, evitando os que contêm gorduras parcialmente hidrogenadas.


Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Saber Viver deste mês

Links

Ligações

Arquivo

  1. 2012
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2011
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2010
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2009
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2008
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2007
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D